Na mesma estrada
Juntos na alegria de caminharmos para Deus

Você sabe comungar?

comunhao

Lá vem de novo aquela perguntinha retórica… Claro que sim – você me responde – mas qual é o problema dessa vez?

Calma. Talvez você esteja certo. Realmente quero acreditar que a maioria das pessoas sabem receber a Eucaristia. Na verdade, é a coisa mais fácil do mundo: coloque a mão direita debaixo da esquerda e, diante do sacerdote ou ministro extraordinário, olhe quando ele apresentar “o Corpo de Cristo” e responda amém.

Simples, não?

Bom, existe também outra forma, mais tradicional (embora não seja a mais antiga em se tratando da história da Igreja como um todo), que é receber a hóstia diretamente na boca. Nesse caso, como é obvio, você não coloca a mão para receber, mas simplesmente… abre a boca! Sem esquecer de dizer amém antes!

Fácil. Totalmente compreensível até para as crianças do catecismo que, aliás, na minha opinião, são as que menos erram. Porém, meus queridos leitores, além desses dois únicos modelos de receber a Eucaristia, o povo criou outros inumeráveis. Obviamente TODOS errados!

Quando eu era adolescente, conheci um padre que dizia já ter contado 16 modos diferentes, além dos dois acima citados, de receber a comunhão. Eu não fiz as contas, pois são tantos os que já contei que não caberiam aqui (ficaria um texto muito enfadonho…), mas, com certeza, ultrapassam em muito a conta do velho sacerdote.

Vamos nos divertir um pouco? Quais são essas maneiras erradas de comungar?

  1. Não dizer amém após o padre ou o ministro extraordinário apresentar a hóstia e dizer “o Corpo de Cristo”.
  2. Dizer amém antes disso.
  3. Dizer amém duas ou mais vezes (acredite, isso acontece mesmo…).
  4. Repetir o que o padre diz e falar junto com ele “o Corpo de Cristo, amém”.
  5. Beijar a hóstia antes de comungar.
  6. Sair da frente do sacerdote (ou ministro) com a Eucaristia ainda na mão.
  7. Sair de ré derrubando os outros que vêm atas.
  8. Dizer outras coisas além de amém. Por exemplo: “graças a Deus”, “glória a vós Jesus”, “te amo Senhor”… etc. Tem erros também da parte do padre. Um dia quando eu era leigo, o padre me deu a hóstia e, em vez de dizer “o Corpo de Cristo” ele disse: “depois eu quero falar com você…”
  9. Pegar a hóstia com dois dedos, como que “pinçando”. Essa é clássica. Muita gente faz isso e às vezes porque foram orientadas erroneamente a fazer assim.
  10. Vir com as mão como se fosse para receber e abrir a boca. Afinal, o que você quer mesmo?
  11. Colocar as mão baixo demais, na altura da barriga. Às vezes as crianças fazem isso, mas também os adultos, como se eu fosse entregar para o umbigo.
  12. Vir conversando na fila, saudando as pessoas, olhando para os lados, rindo, sem prestar atenção ao momento sagrado que está acontecendo.
  13. Abrir só uma brechinha da boca para o padre acertar como se fosse uma ficha em máquina de refrigerante ou cartão telefônico. Algumas vezes enfiei a hóstia entre as gengivas e os dentes da criatura que teve preguiça de abrir a boca…
  14. Lamber os dedos do padre… eca!
  15. Ficar longe demais fazendo com que o padre tenha que esticar o braço ou dar um passo à frente para dar a Eucaristia.
  16. Furar a fila. Essa é boa, até fila de comunhão o povo quer furar…!!!
  17. Vir com as mãos sujas. Já coloquei Jesus em cima de muitos números de telefone.
  18. Vir com terços, papel de cânticos ou outros objetos ocupando as mãos.
  19. Colocar a mão direita em cima da esquerda. Esse é um gesto discreto e disfarçado de comungar com os dedos. Parece que se tem preguiça de tirar a mão de baixo para pegar a hóstia depois. O brasileiro tem “jeitinho” pra tudo.
  20. Abraçar os dedos da mão esquerda com a mão direita por baixo. Estranho? Vá dizer pra quem inventou…
  21. Fazer uma reverência na hora que o padre apresenta o Corpo de Cristo. Nada contra os atos de devoção, o problema é que se você apresentar a hóstia e a pessoa em vez de responder, mostra os cabelos é, no mínimo, muito esquisito. Se você quiser fazer uma reverência, deve-se fazer antes de chegar a sua vez.
  22. Colocar as mãos de modo correto, mas não deixar que se coloque a hóstia na mão querendo pegá-la antes. Essa também é clássica.
  23. Dizer amém com a hóstia na boca. Sua mãe nunca lhe ensinou que é falta de educação falar com a boca cheia?
  24. Não prestar atenção se ficou algum fragmento da Santíssima Eucaristia na sua mão. Essa é grave!
  25. Se benzer depois de receber a hóstia.
  26. Se benzer com a hóstia na mão, o que é pior ainda!
  27. Falar com o padre ou com o ministro alguma coisa que não seja amém. Essa é o contrário daquela que aconteceu comigo.
  28. Sair cortando a fila pelo lado errado. Essa é irritante. A pessoa recebe a Eucaristia do lado direito (quando são duas filas) e quer voltar pelo lado oposto, passando pela frente do sacerdote, atrapalhando a fila do lado, é uma confusão. Se fosse ao trânsito era batida na certa!
  29. Colocar a hóstia na boca com a mão e não com os dedos. Por mais horrível que pareça, isso não é raro. Muita gente faz dessa forma, em vez de pegar a eucaristia com os dedos da mão direita (que está embaixo da esquerda) leva a hóstia à boca na palma da mão, como quem engole um comprimido, sei lá… nem sei comparar.

Tem alguma outra? Com certeza, infelizmente, sim. Mas por enquanto são essas as formas erradas que eu lembro. Como eu falei, os erros não estão somente da parte de quem recebe, mas às vezes também da parte de quem distribui a Sagrada Comunhão. Quem entrega a Eucaristia, deve apenas mostrar a partícula (como se chama a hóstia pequena dada aos fiéis) e dizer em voz alta “o Corpo de Cristo”. Em seguida, depois do amém, coloca-se a hóstia na mão ou na boca do fiel, conforme o caso. Nada mais.

09-Eucarestia

Já soube de um ministro extraordinário da comunhão que colocava várias hóstias na mão e ficava distribuindo como se fossem fichas. Horrores à parte, o que vale é sempre termos atenção para fazermos tudo com dignidade e respeito que é devido à Santa Eucaristia.

Uma observação importante: de modo algum alguém é proibido pela Santa Sé de comungar de joelhos ou usar o tradicional véu sobre a cabeça, no caso das mulheres. Não é mais a forma ordinária, normal de comungar, mas nem por isso é proibido como querem dizer alguns.

Quando a reforma litúrgica, a partir do Concílio Vaticano II optou por se receber a comunhão na mão e de pé, não estava introduzindo uma “novidade modernista” de sabor “protestantizado”, mas sim retomando a tradição mais antiga da Igreja, desde os primeiros séculos, em que se comungava assim. Estar em pé, na liturgia, significa desde os primórdios estar ressuscitado com Cristo. De fato, o vocábulo bíblico levantar é o mesmo usado para ressuscitar. Na tradição litúrgica antiga, por exemplo, era proibido ajoelhar-se no tempo pascal, para reforçar esse simbolismo de que, pelo batismo, nós ressuscitamos com Jesus para uma vida nova.

Portanto, comungar na mão, com o devido respeito que a liturgia exite, não diminui a Eucaristia, mas pode nos dar o sentido de que somos mais que servos, somos amigos e filhos de Deus.

Comungar de joelhos, por sua vez, evidencia a reverência e a adoração que são devidas a Deus. É uma tradição também muito antiga (embora não tanto quanto comungar de pé) e talvez a maioria dos santos que conhecemos tenha comungado sempre assim na sua vida. Em suma, as duas formas estão certas e uma não exclui a outra. Só uma observaçãozinha a mais: se você for comungar de joelhos, seja prático. Aí vão alguns erros dessa forma de comungar:

  1. Fazer genuflexão com um joelho só. Não invente! Se vai comungar de joelhos, faça certo: ajoelhe-se com os dois joelhos. Diga amém em voz alta e receba a hóstia na boca.
  2. Ajoelhar-se sem ter forças para levantar. Já teve gente que se agarrou na minha túnica para não cair! Se você não consegue mais se ajoelhar e levantar sozinha, assuma a idade e o peso! Comungue de pé.
  3. Receber a comunhão de joelhos e na mão. Isso é errado. Ou um rito ou outro, a comunhão na mão se recebe de pé.

Por fim, como vocês viram, eu falei aqui do modo prático de comungar e não do modo espiritual. Moralmente falando, é claro que você só pode comungar tendo consciência de não ter cometido pecados graves (consciente e deliberadamente) e não viver em estado de pecado habitual ou de forma ilícita, como por exemplo, viver com uma pessoa como cônjuge sem estar casada na Igreja ou algum tipo de escândalo. Mas isso é um assunto para outro post… Indico um livro muito bom: “E jovem se confessa?!” – escrito por mim mesmo. ;)

About these ads

82 Respostas to “Você sabe comungar?”

  1. Já comentei o outro post e não daria pra deixar esse passar em branco…

    É muito bom para os jovens e para aqueles com uma juventude avançada ser formada de uma forma alegre e diverdita, uma forma nova.

    Continue seu blog, pois só conhecendo melhor, poderemos viver o mistério da fé de forma mais plena.

    Deus o abençoe

    Shalom

  2. Pe Léo, você é D+ ! Guaiuba é feliz por te “ter”.
    Muito obrigada pelos direcionamentos , agradeço em nome dos meus filhos do PJJ. Shalom!

  3. Realmente são muitas as formas inventadas de comungar. Todo domingo eu observo do primeiro banco as formas mais bizarras, mas as que mais me assustam são as pessoas (Especialmente os jovens) que comungam com roupas inadequadas (Como se estivessem em um baile) e as que comungam e antes de colocar jesus na boca o levatam como em um gesto de oferenda a uma imagem de jesus cruscificado que tem no altar da minha igreja. La eu fico ligada, pois já presenciei muitos casos de pessoas que ao invés de colocar Jesus na boca tentam esconder e guardar. Sabe-se lá o destino que eles dariam a eucaristia…

  4. Tudo que vc é muito louvado, mais lembre-se que a lei foi feita para o homem não o homem para a lei!! e sinto nas suas palvras muito agressivas, falta amor como vc diz as coisas!!
    Mario Roberto

  5. FOI ÓTIMO ESSE ASSUNTO ABORDO, INFELIZMENTE ACONTECE ESSES ERROS AO RECEBER O CORPO DE CRISTO…
    REALMENTE PRECISAMOS TOMAR CONSCIÊNCIA DE QUE RECEBEMOS O TODO PODEROSO, O ONIPOTENTE…

    SHALOM!!!!!!

  6. Padre Léo um anjo que apareceu na minha vida ah muito tempo atrás, te admiro muito e gosto demais de vc…vc é uma pessoa muito especial e iluminada por Deus! Conte sempre comigo.

  7. Esse artigo é a cara das tardes do no meu ano de noviciado em 98!
    Lendo, parece que eu te vi lá dando aula… Viajei no tempo, apesar do trauma de tirar duvidas para a prova de catecismo na hora to teu almoço… rsrsrsrsrs
    Memórias à parte, voce continua o mesmo: profundo, prático e magistralmente exato na doutrina, uma aula de muito, muito amor à Igreja!
    Teu sacerdócio é um dom preciosíssimo!!!

  8. Fantastico o texto!
    além de: “profundo, prático e magistralmente exato na doutrina, uma aula de muito, muito amor à Igreja!”, o leve tom jocoso deixa o texto muito facil e divertido de ler!
    abraço..

    *ta é importante…saindo nos destaques do Shalom!

  9. Padre! Como sempre, se garantiu. Que dom, hein? Dá vontade de passar o dia lendo os posts. Estou amando o blog! Você é o cara, viu?

  10. Galera, eu estou impressionado, fazem dois dias que esse post está aqui, com mais de 1000 visitas e NINGUÉM NOTOU que a segunda foto está mostrando um modo ERRADO de comungar!!!
    Dá pra perceber qual é o erro?

  11. Adorei! Você faz tudo parecer tão simples e é tão importante, acho tudo de bom seus comentários, fora que mais que pertinente. Sim eu vi as mãos postas ao contrário para receber a Eucarístia… É um bom motivo para as pessoas se mostrarem atentas, um erro!
    Concordo com o Igor: Tu é o cara! Abraço!

  12. Pe. Leonardo, gostei muito desse seu comentário, realmente há muitas formas erradas de receber a Eucaristia e de distribuí-la também. Obrigada por nos esclarecer o certo e abrir nossos olhos para o errado, pois assim, podemos relembrar as pessoas a forma certa de receber o Senhor. Mas ainda tenho dúvidas, e quando a comunhão é em 2 espécies? Quais as formas corretas e as erradas?
    Os erros da segunda foto é a mão direita em cima da esquerda e numa baixa posição, quase no imbigo.

    • Olá. Obrigado pelo seu comentário. Na verdade, o erro da foto é que a pessoa colocou a mão direita em cima da esquerda e tem que ser o contrário. Com relação a comungar em duas espécies, tem que ser na boca, de pé ou de joelhos.
      Deus te abençoe.

  13. Sua benção Padre Léo! Sou da Paróquia de São João Batista – Acarape, próximo da Paróquia q o senhor serve. Já encontrei com o senhor várias vezes em encontros da Comunidade (Shalom), agradeço a Deus por seu sim, pois lhe acho muuuito legal, rsrs. Visite Acarape ok? Gostei muito da formação, pois infelizmente as pessoas ainda não sabem receber o próprio Cristo. Shalooom!

  14. Show de bola o post Pe. Leo!!!
    Sou Ministro da Eucarístia e vejo muita coisa errada tb na hora da comunhão, da vontade de na hora da uma aula pra galera, mais ai que tá, nesse momento meu serviço é levar o próprio Cristo na Eucarístia pru povo e zelar por Ele! Amo muito esse meu serviço, pricipalmente pq sirvo na missa dos Jovens, e levar Cristo aos jovens me faz muito feliz!

    Shalom!

    Obs: Tb tinha percebido a forma incorreta de comungar na foto, era pra deixar rolar mais dias pra ver se o povo ia falar alguma coisa! kkk

  15. Olá Pe Leo! Foi ótimo ter lido este post, educativo e… divertido! Já presenciei várias dessas situações entre outras (ja vi gente recebendo a Eucaristia mascando chiclete!). Agora, depois dessa, não tem mais porque alguém cometer esses erros, né galera?! Amei conhecer o blog. Que Deus lhe abençõe!!! Abraços….

  16. Na missão aqui de São Luís, um dia na missa uma senhora respodeu para o padre: “Obrigada”…

    pode??..kkk

    mas parabéns pela preocupação em formar de mameira tão dinamica.
    Shalom!

  17. Pe Leo, paz!
    Gostei imenso do conteúdo passado de forma bem humorada.
    Também gostei muito de saber que está em Guaiuba. Ajuda o Pe Emílio ou o substitui?
    A gente se vê no Fórum, se Deus quiser.
    Peço sua bênção.

  18. Agradeço a todos os que deixaram mensagens de incentivo. Os exeplos de vocês também são muito engraçados. Dizer “obrigado” eu também já escutei algumas vezes… hehehheheh
    Vale a pena saber que esse espaço virtual está sendo útil a muitos.
    Eu estou na Guaiuba ajudando o padre Emílio César.
    Convido a voces a visitar os outros posts. Basta clicar na foto do título em cima para ir à página inicial e ver os outros.
    Abraço.

  19. ei…adorei demais…e me tirou duvidas qt a
    o comungar de joelhos ..etc…
    acho q essa forma prárica de lidar com essas ques~toes torna a liturgia ainda mais bela..pq mts vezes se faz pq os outros fazem..
    Massa!!!

  20. ei..mas quem nunca deu uma gafe dessas?? uhauauauha

  21. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  22. Pe. Leo,

    fantáaaaaaaaaaaatica esse teu post..
    muito bom mesmo.. lógico q eu quase morro aqui de rir..
    mais é extremamente necessario sabermos como nos colocar diante de DEUS pra receber a comunhao.. vc eh O CARA hehehe

  23. ei padre Leo, tem aquele povo que quando vai comungar recebe com qualquer uma das mãos e leva até a boca pegando com a língua e lambendo depois! essa existe!

  24. ”Furar a fila. Essa é boa, até fila de comunhão o povo quer furar…!!!”
    essa doeu até a alma!
    amei esse post, pe. leo! se garantiu ;D
    abraço

  25. É, padre, concordo plenamente. Mas tem gente que comete esse tipo de erro por causa de uma catequese ruim. Eu mesmo cometia vários mesmos. Tinha uma época em que me benzia depois de comungar e não dizia amém. Quantos números de telefone escritos na minha mão… mas também, não haviam me ensinado certo. Depois que aprendi e ganhei amor pela sagrada Eucaristia, não parei mais. Hoje até passo mal quando fazem do jeito errado.

  26. Pe. Leo… é a Bia… eu jah vi, uma mulher q recebeu de um joelho só, com um terço na mão, recebeu a eu caristia NA MÃO e com as mão trocadas e depois se benzeu… é ruim hein?

  27. Galera, criatividade é o que não falta.
    A mais nova foi essa, de morrer de rir:
    Eu estava celebrando uma missa em uma capelinha que a maioria eram pessoas idosas. Aí veio uma senhora comungar e eu disse:
    - O corpo de Cristo.
    Ela respondeu:
    - Me guarde para a vida eterna, amém!

    Pode?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  28. [...] tempo atrás li um texto do meu amigo Pe. Leonardo Wagner acerca da comunhão (http://leonardowagner.wordpress.com/2009/10/06/voce-sabe-comungar/), e por mais cômicos que sejam os diversos erros cometidos, apenas demonstram qual é a verdadeira [...]

  29. Gostei muito, é preciso amar e adorar o Senhor com zelo, se somos tão respeitosos com homens, muito mais com Aquele que é o nosso Deus, amor se demonstra não só com palavras mas com gestos e atitudes, e o que nos tem faltado é atitude. É preciso consumir a vida com doação e gratidão à Jesus, e respeito por Aquele que a vida por amor à nós. Que Nossa Senhora abençoe sempre sua vida e seu sacerdócio. Paz e Bem

  30. E quando o Padre não aceitar que você comungue de joelhos! o que Fazer?

  31. E quando o Padre não aceitar que você comungue de joelhos! o que Fazer? ou quando ele não aceitar por a hóstia na boca !

  32. Padre Leo, tenho uma dúvida. Como a minoria da população mundial, eu sou canhoto, não tenho muita habilidade com a mão direita, nesse caso, posso comungar levando a partícula até a boca com a mão esquerda?

    • Claro, se não me engano já havia respondido isso anteriormente. Mas pode sim. Não é uma lei sem sentido, é uma questão de respeito e praticidade. Se você é canhoto, claro que pode fazer o contrário da maioria.

  33. Também já vi vários erros como esses…como sou coroinha e sirvo quase sempre pude observar o erro de muita gente…lembro-me até hoje de um homem que recebeu a eucaristia na mão e depois disso ficou lembendo a mão na frente do padre . E um seminarista que quase engoliu os dedos do ministro…kkkkk . E também uma senhora , de idade bem avaçanda ajuelhou-se para comungar , e na hora de levantar se pindurou no meu braço e ainda me levou juntokkkkkkkkk só jesus na causa !

  34. Em você está faltando a paciência… pare de tratar mal as pessoas… postei um comentário aqui e olhe só a resposta que recebi : ” Pare de me mandar esse tipo de mensagens ! ” Só estava partilhando um pouco… mas se você não gosta de fazer novos amigos… e lembre-se que Cristo está presente no próximo… e o que jesus cristo lhe fez para você o tratar tão mal ??? ele está presente em mim e você foi muito grosso aquele que lhe salvou com a propria vida… Isso não é comportamento de um Cristão… não queira satisfazer o demônio ou deixa-lo feliz , Deus está muito triste pelo pelo jeito em que você trata as pessoas…

  35. Boa noite, desculpe mas não sei como devo tratar e então acho que Senhor Leonardo Wagner (lindo nome) é aceitável, ou Pe. ? bom, quero dizer que visitar o seu site hoje foi algo inédito e muito muito engraçado me fez ri muuuito. Eu por acaso estava pela 1ª vez procurando algumas respostas da missa, pesquisando para meu conhecimento, sou católica mas não praticante de todos os domingos, mas participo e gosto muito, e encontrei vários sites e me deparei aqui com o seu para ri muito com os erros da comunhão. Me perdoe, mas achei diferente e hilário. Se era pra ri conseguiu. Imagine agora o quanto eu não vou reparar na missa, só espero não ri lá por que nessa hora é sagrada. Um abraço

  36. Padre…o senhor pode me perdoar pelo o que eu disse ? por favor…bem se o senhor não quiser me perdoar eu entenderei… fui muito…muito…o senhor sabe e Deus também…Só passei aqui para te pedir perdão…porque devemos seguir o modelo de Cristo…e sentia um peso tão grande por te lhe falado palavras tão grossas…se você me perdoar eu prometo rezar 100 ave marias ou o que o senhor preferir…
    Bem dez de já um abraço…
    Seria bom se fôssemos amigos…
    Jesus e Maria te proteja !

  37. Gostei muito desta postagem, pois é muito esclarecedora. Espero que o senhor não se importe, pois coloquei no meu blog catequesecasaforte.blogspot.com, com os devido créditos. Por favor, faça-nos uma visita. Meu emal: catequesecasaforte@gmail.com

  38. Não tem problema. Obrigado pela visita. Deus te abençoe.

  39. Apercebi-me que quem recebe a comunhão de pé deve fazer o “trono” colocando a mão direita sob a mão esquerda sendo com aquela que depois pega na hóstia e coloca na boca.Tudo bem! Se está assim determinado, seja.
    De facto em Portugal sempre ouvi a minha avó dizer: A mão direita é que deve dar e receber, isto é, se damos qualquer coisa devemos dar com a mão direita e se recebemos devemos receber com a direita.
    Quando fui militar obrigatório, na tropa, ensinaram-me a receber o “pré”, naturalmente em sentido, recebe com a direita, passa para a esquerda e bate continencia com a direita, faz direita volver e retira-se.
    Acho que muitas pessoas recebem a comunhão sem o devido preceito não por menosprezo da ocasião mal por fal de informação. Contudo há de facto muita brincadeira na missa e no momento da comunhão conforme foi enumerado neste post. Também há muita brincadeira exagerada brincadeira por alguns sacerdotes. O Pader Borga figura publica das TVs portuguesesas, onde fala muito bem e toda gente gosta, na missa que celebra na sua paróquia, passa a missa a desconcentrar as pessoas com larachas baratas. se algum paroquiano o aborda para algum serviço trata-o normalmente com duas pedras na mão, como se fosse á única verdade a sua.
    Enfim vamos parar, cada um sabe de si Deus sabe de todos!

  40. Olá Pe.Leonardo, a Paz de Jesus!
    Uma vez fui comungar deu um vento e a hóstia caiu, fique meio que traumatizada, pois sempre tive fé na hóstia como Cristo vivo, me senti culpada por várias vezes qdo ia comungar lembrava-me do acontecido. Por alguns anos fiquei sem comungar (e acabei sentindo um certo alívio pois tinha medo de que a hóstia caísse novamente), ainda não era casada na igreja e vivia com meu marido, após me casar na igreja, pude comungar novamente e me senti muito feliz, por isso sempre que recebo a hóstia quando o ministro a levanta e diz o corpo de Cristo eu me pego sorrindo, lembrando como eu sou feliz por comungar, gostaria de saber se isso (sorrir pra Jesus) é inadequado? pode me tirar essa duvida?

  41. Olá Pe Leonardo! Paz de Cristo!

    Comecei a comungar ajoelhada há alguns meses depois de muitas orações que tenho feito e agora sinto minha espiritualidade cresceu muito, coisas que antes não entendia agora entendo e tenho mais fé. Inclusive tive o milagre da hóstia Consagrada sentir o gosto de sangue na boca, era uma maneira de Jesus me fazer ver que realmente Ele estava presente na hóstia e como a Deus se deve adoração e não so amizade pois comecei a me postrar diante dele afinal como dizia Pe Pio de Pietrelcina “diante de Deus ajoelhe-se sempre”; então assim faço há alguns meses comecei com muita vergonha, é estranho mesmo sabendo que é a Deus que vc vai adorar nos primeiros momentos o fazia envergonhada. Hj comunguei como de costume de joelhos e o Pe que estava repartindo a comunhão demorou pra me dar a hóstia e disse “Amém” mas ele não queria dar a hóstia, tive a impressão de que ele não queria dar a hóstia comigo ajoelhada, mas fiquei assim nessa posição com a boca aberta esperando, até que ele me deu a comunhão, minha irmã tb se ajoelhou pra recebê-la e ele a deu mas fez cara feia depois como que desaprovando o ocorrido. Queria saber se devo escrever uma carta ao Pe lembrando-lhe quem está presente na hóstia pra lhe chamar a atenção ou se so devo rezar por ele pra que retorne a sua fé. O que devo fazer?

    Bom, que Deus o abençoe!

    Ah Pe, um conselho diga isso na hora da homilia pois as pessoas as vezes é que não sabem como comungar, e é sempre bom que um Pe os direcione como se deve fazer.

  42. eu tenho uma duvida.
    quando fui comungar recebi da ministra duas hostias.
    seraque foi o acaso ou tem algum significado cristao?

  43. A igreja católica precisa instruir os ministros que não é pecado comungar com a mão esquerda, pois, para quem é esquerdo, a mão esquerda é como se fosse a direita
    Hoje na celebração da palavra o ministro da Eucaristia não queria me dar a comunhão por isso, expliquei para ele que sou esquerda, faço tudo com a mão esquerda; e como não tenho habilidade com a mão direita tenho até receio de deixar a hóstia cair.

  44. a Eucaristia alimento sagrado que nos fortifica a cada instante é sinal de graça na vida de cada um de nos!E a luz que não se apaga é o descobrir a vitória em cada dia e lutar por um mundo mais justo na presença desse jesus maravilhoso.

  45. interessante…. mas isso ñ vale nada se não tiver Jesus no coração !

    IASD

    vlw !

  46. A paz do Senhor, Padre! Estou com uma dúvida. Fui comungar em uma paróquia aonde é por costume o ministro da Eucaristia colocar a hóstia na boca do comungante e, não sei o que houve, talvez por desleixo meu, sem querer, ou por falta de costume mesmo, acabei deixando a hóstia cair no chão! A ministra recolheu e me deu outra em seguida. Pedi perdão a Deus em sequência, mas acabei ficando com um peso na consciência e principalmente no coração… Penso que de uma forma ou de outra isso é bom.. Será que devo me confessar, mesmo que eu não tenha feito de propósito?

    Igor

    • Um pecado só existe quando é feito de forma consciente. Portanto, você não precisa confessar. Mas se você ficou com um peso de consciência por causa da sua displicência então pode confessar por esse motivo, embora não vejo como um pecado grave.

  47. Algumas dicas para Santa comunhão

  48. Sr. Pe,
    Estava procurando alguma imagem para representar a forma correta de receber a Eucaristia e acabei encontrando a sua publicação.
    Sou catequista e logo meus queridos estarão recebendo a primeira Eucaristia. Achei muito interessante sua postagem, porém, em alguns momentos fiquei um pouco chateada com o que li.
    Eu entendo que a liturgia é algo muito importante para a comunhão, pois estamos recebendo Cristo Vivo, não um pedaço de pão, porém acho que essas questões que o senhor levantou não deveriam ser levantadas como erros. Muitas vezes, essas pessoas que comungam de formas “erradas”, não tiveram uma formação correta. O erro só ocorre de forma consciente, ou seja, eu sei que não está certo, mas mesmo assim faço de tal maneira.
    Infelizmente o Brasil ainda é um país que não valoriza a educação, seja ela na escola, na família ou na catequese.
    Muitas pessoas, apenas lêm a bíblia, não o Código Canônico, e se lêm o Código, não possuem um padre com paciência para os orientar. Na bíblia, pelo que me lembre, em lugar nenhum está escrito: para você receber a comunhão deve colocar a mão esquerda sobre a direita e dizer amém. Não foi o próprio Cristo que instituiu isso, fomos nós, e se nós instituimos, nós devemos instruir, sempre.
    Acho que, o senhor como padre, deve desenvolver um trabalho de educação liturgica com seus fiéis, pois vejo muitos comentários positivos a seu respeito.

    Enfim, talvez eu possa estar errada.

    Só para concluir não gostei, dos risos sobre a comunhão da senhorinha,
    “- Me guarde para a vida eterna, amém!”

    Achei maldosos os risos.

    Paz e bem.

  49. olá, em meio ainda há tantas informações.. eu ainda tenho uma dúvida muito grande depois de receber a Hóstia.. o que eu devo rezar, falar ao ajoelhar?

  50. O item 21 parece dizer que a reverência é facultativa, mas não é, certo? Ou se comunga de joelhos, ou de pé, fazendo antes a devida reverência, que deve ser profunda e não apenas de cabeça. Não é isso? :) Claro, também acho que ela deve ser feita antes de se apresentar ao ministro, quando em fila única, ou já diante dele, se o mesmo ministro distribui a Comunhão para duas filas.

  51. Muito obg em nome de Jesus por respostas tão esclarecedoras Padre!

  52. Eu frequentava a Igreja com meus pais, só que agora passei a frequentar a missa com um amigo.
    Sou batizado, eu posso tomar hóstia sem ter feito a primeira comunhão ?
    Obrigado…

  53. Eu já fiz minha 1º Eucarestia, no dia esqueci de fazer o sinal da cruz depois de receber a hóstia, mas á na frente eu lembrei. Tudo bem.
    O que eu queria saber de verdade, é saber o que a gente diz quando está ajoelhado.

  54. Creio que já devem ter assistido este vídeo, que considero mui pertinente para o assunto http://www.youtube.com/watch?v=HhmzPJv18IE

  55. Que devo fazer com a eucaristia quando a pessoa não esta em casa.

  56. Bom, eu estava lendo: “Confissões do inferno” (é um livro q fala de alguns exorcismos contado por PADRE exorcista GABRIELE AMORTH, de ROMA)…
    então, lá fala q um demônio,durante um exorcismo, mandado por Maria disse que receber a ostia na mão durante a comunhão é pecado/errado!!!!
    o que o sr. tem a falar sobre isso???

  57. Padre, paz e bem! Reveja seus conceitos. Expor os fiéis e se divertir com os fatos ocorridos não me parece um comportamento adequado. A instrução da forma correta é algo de grande valia e muito necessário, mas rir de uma idosa, dizer que alguém mostra os cabelos na reverência (me parece estar focado no cabelo e não na reverência) ou orientar alguém a procurar outro padre pra comungar pois ele tem errado, realmente não me parece obra de Deus. Se um padre erra (e ele tem todo direito), deve ser corrigido. Acho que a melhor forma é o fiel procurá-lo logo após a missa ou em algum outro dia. E claro, afim de não expô-lo, ter a conversa em particular. Devemos todos nos ajudar a aprendermos o certo, pois muitas vezes o erro se dá por falta de informação, por não ter aprendido da maneira correta. A igreja é rica em detalhes. Pra não prolongar muito, vou falar sobre o motivo que me levou a comentar, não sem antes ler os comentários. Você disse que “comungar de joelhos não é mais a forma ordinária”, mas não disse que a forma ordinária é comungar diretamente na boca, apesar da prática da comunhão na mão ser mais antiga e tradicional. Bento XVI começou em seu pontificado a dar a comunhão na Liturgia do Papa para os fiéis de joelhos, num genuflexório e na boca. E isso tem um motivo. Veja as respostas do Padre Paulo Ricardo no endereço abaixo.
    http://www.salvemaliturgia.com/2010/03/entrevista-com-pe-paulo-ricardo.html

  58. Eu aprendi da seguinte maneira. Amparar com a mão esquerda e pegar com a mão direita. Se ao pegar com a mão direita ela escapar, não cairá no chão e sim na mão esquerda. Antigamente as pessoas se alimentavam com a mão direita pois a esquerda era considerada suja porque era com ela que fazíamos a limpeza íntima. Esse negócio de fazer trono com a esquerda e blá blá blá e mania de católico fazer ritual pra tudo e depois inventar uma historinha.

  59. Eu gostaria se possivel, fosse postado a oração k o fiel deve fazer na hr da comunhão, qd ñ recebe-a pessoalmente e se faz Espiritualmente, como é feita essa oração? – Oliveira da Diocese de Itaguaí-RJ

  60. Caríssimo, claras suas respostas. Porém, gostaria de partilhar e jamais impor. em sua exposição vc diz: “Na tradição litúrgica antiga, por exemplo, era proibido ajoelhar-se no tempo pascal, para reforçar esse simbolismo de que, pelo batismo, nós ressuscitamos com Jesus para uma vida nova. ” Aliás, norma sancionada pelo Concilio de Niceia em 325, por causa de uma questão pastoral ligada as comunidades que estavam absorvendo o costume de ajoelharem-se, especificamente, aos domingos; e os motivos n são necessários expo-los a vc. Tal costume, depois de uma certa distorção sobretudo na idade média, onde o adorar transformou-se em sinonimo de comungar…. nem se comente. Certo é que tal proibição e fundada em comentarios de alguns padres da igreja, de um modo particular: Cirpriano de CArtago, se não me falha a memoria chegou até nós pelos canones do missal de Pio V (1962). Tanto que ainda hoje aos domingos ainda não se canta a ladainha dos santos quando das ordenações de joelhos, mas, sim, em pé. Segue-se que tal costume, bem comio moutros, não adentram no novo missal, dado tal gesto ter mais de 1000 anos, portanto, devería ser um gesto sacralizado como acontece em todas as igrejas do oriente que compreendeu tal gesto (ficar em pé) por causa do Dia do Senhor. Assim, o que prevalece entre nós é o costume da idade média e os por quês voce o sabe, inculcado mais ainda pelo barroco e pela contra reforma. Mas o gesto de não ajoelhar-se aos domingos da pascoa até pentecostes é valido e vigente. Falta-nos um pastoral liturgica séria. E o fato de Bento XVI iniciar seu ministerio dando a comunhão de joelhos na basilica vatica, basta conhecer a situação de desacralização da Europa e outros fatos que aqui n convem cita-los para entender. Mas ele mesmo escreveu um livro sobre a liturgia citando o que disse supra. De fato, não devemos ser escravos da lei, portanto, somos livres; o que absolve o gesto papal não de fé, mas que ligado ao seu ministerio ordinário pastoral (n ex cathedra). Somos regidos pela lei da liberdade em Cristo. Percebo, como consquencia muitas vezes de um legalismo ( o q n é seu caso), que o povo já começa a fazer certas confusões influenciadas por missas em algumas redes de Tv – fazendo uma pesquisa percebi que muitos, inclusive participantes da eucaristia dominical, estão confundindo Ostensorio, custodia, com o Santissimo Sacramento. Assim, dou-lhes o parabéns e exponha uma minha preocupação.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.508 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: