ORAÇÃO

bizantino

É preciso aprender a orar, esforçar-se por orar, orar para saber orar. Alguém veio pedir a um solitário (eremita) para aceitá-lo como discípulo. “De que você precisa, irmão?”, lhe pergunta o solitário. E o outro lhe responde: “É pela oração que eu venho, pai”. E abba Agatone dizia: “Nada é mais difícil que a oração. Se, na prática das outras virtudes, existe um momento de repouso, a oração, até o último respiro do homem, não autoriza nenhum”.

 

[citação tirada de: Spidlik, Tomás. La preghiera – secondo la tradizione dell’Oriente cristiano. Lipa, 2002, p. 60. Tradução livre]

Anúncios

3 pensamentos sobre “ORAÇÃO

  1. Valha, chega tô estranhando, como eu tô prestando atenção: é o mesmo livro que você levou hoje lá pra confissão, certo?

    Mas o pior é que é verdade: um dia só de descanso da oração pode ser altamente desastroso!

  2. Parabéns! Excelente senso de observação. Aliás, eu estava me perguntando se você iria perceber, pois quem gosta de livros, naturalmente olha todos os títulos que alguém por perto está lendo, mas era difícil que você relacionasse pois você nem pediu para olhar e nem teve tempo…
    Abração meu filho. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s