A SILENCIOSA INVESTIDA DA REDE GLOBO

Recebi esse outro texto e achei interessante. O que vocês acham?

Saudações amigos!

Dias atrás eu conversava com minha esposa sobre a programação da Rede Globo, do padrão de qualidade, da audiência, do investimento gigantesco em publicidade e das inúmeras repetidoras espalhadas no Brasil e no mundo.

Acontece que a Globo, com todo esse poder de penetração na sociedade e dentro de nossas casas, vem introduzindo, silenciosamente, uma cultura de libertinagem, traição, adultério e rompimento com a célula familiar de forma sutil.

Com o advento do BBB10 a Globo conseguiu o que ela vinha tentando há muito tempo, o beijo gay ao vivo. Em duas cenas do BBB 10 aconteceram dois beijos Gay e quando um deles foi “líder” a produção do programa teve o cuidado de colocar sobre uma estante a foto do beijo, com isso a Globo faz com que seus fiéis telespectadores vejam o beijo gay como algo comum e engraçado, ou seja, aceitável.
Agora, nas novelas globais o beijo gay vai acontecer, induzindo esse comportamento aos jovens e adolescentes, induzindo legisladores a criarem leis que abonem tal comportamento.

No mesmo BBB 10 uma das participantes declarou-se lésbica e com essa declaração todas as demais mulheres do programa se aproximaram dela sendo protagonizado o selinho lésbico no programa e todos os demais a apoiaram sob o manto sagrado do não preconceito.

Na novela Viver a Vida o tema principal mostrado de forma engraçada e aceitável é a da traição e do adultério.
A Globo leva ao telespectador ao absurdo de torcer para que um irmão traia o outro ficando com sua namorada.
A traição nessa novela é a mola mestra da máquina, todos os personagens se traem, e isso é mostrado de forma comum, simples, corriqueiro.

Mas talvez, a investida mais evidente e absurda esta na novela das 6h, Cama de Gato.
A Globo superou todos os limites nessa novela ao colocar como tema uma música do grupo Titãs.
Na música, nenhuma linha de sua letra se consegue tirar algo de poético, de aconselhável pra vida ou de apoio.
A letra da música faz menção discarada do Inimigo de nossas almas que deseja entrar em nossa casa (coração) e destruir tudo, tirarem tudo do lugar (destruir a célula familiar e nossa fé).

A música chega ao absurdo de dizer que devemos voltar à mesma prisão, a mesma vida de morte que vivíamos.

Amados amigos, fica o alerta, às vezes nem nos damos conta do real propósito de uma novela, de um programa, de uma música, e como Jesus esta às portas, as coisas do mal estão cada vez mais evidentes e claras. Até os incrédulos estão percebendo que algo esta errado.

Aproveito para trazer ao conhecimento a letra dessa música, cuidadosamente escolhida pela Globo para servir de tema da dita novela;  música de abertura da novela.

Vamos deixar que entrem Que invadam o seu lar
Pedir que quebrem Que acabem com seu bem-estar
Vamos pedir que quebrem O que eu construi pra mim
Que joguem lixo Que destruam o meu jardim

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Vamos deixar que entrem Que invadam o meu quintal
Que sujem a casa E rasguem as roupas no varal
Vamos pedir que quebrem Sua sala de jantar
Que quebrem os móveis E queimem tudo o que restar

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro O mesmo desespero

Vamos deixar que entrem Como uma interrogação
Até os inocentes Aqui já não tem perdão
Vamos pedir que quebrem Destruir qualquer certeza
Até o que é mesmo belo Aqui já não tem beleza

Vamos deixar que entrem E fiquem com o que você tem
Até o que é de todos Já não é de ninguém
Pedir que quebrem Mendigar pelas esquinas
Até o que é novo Já esta em ruinas


Vamos deixar que entrem Nada é como você pensa
Pedir que sentem Aos que entraram sem licença
Pedir que quebrem Que derrubem o meu muro
Atrás de tantas cercas Quem é que pode estar seguro?

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro O mesmo desespero


Imaginem tudo isso entrando em sua casa… Isso tudo é uma maldição.

Quando você liga sua televisão, você abre uma janela para entrar em sua casa coisas boas ou ruins – isso é uma questão de escolha.

Imaginem nossas crianças cantando isso? Trazendo isso pra dentro do coração e da alma dela? Imaginem você cantando isso?

Tente imaginar de onde o compositor dessa pérola tirou inspiração para compôr tamanha afronta?

A palavra de Deus é clara quando diz; quem esta de pé, veja que não caia. e ainda; examinai todas as coisas, retende o que é bom.

Ai pergunto, parafraseando a própria Bíblia; pode porventura vir alguma coisa boa da Rede Globo?

Pense nisso, anuncie isso, faça conhecer, livre alguns dessa humilhação, dessa opressão, dessa falta de futuro, dessa cela de prisão.

“Foi para LIBERDADE que Cristo nos libertou.” (Gálatas 5,1a)

11 pensamentos sobre “A SILENCIOSA INVESTIDA DA REDE GLOBO

  1. Realmente é prá lá de preocupante o que está acontecendo conosco!!
    Sem percebermos, muitas vezes passamos a fazer parte com o encardido, sem nos darmos conta. É preciso nos mantermos vigilantes, para que o Espírito Santo possa nos revestir, para termos discernimento do que realmente adotarmos em nossas vidas. Façamos o nosso possível, para nos mantermos firmes, em Deus. Oremos, para que o inimigo de Deus não faça parte de nossas escolhas, nem do nosso dia-a-dia. Não podemos nos acostumar com nada que não seja da Graça de Deus. ORAI E VIGIAI, SEM CESSAR!!!

  2. Essa das traições em Viver a vida é tão gritante que até os meios leigos ficaram impressionados – saiu uma reportagem na revista Istoé, esta semana, sobre isso. Diz: “Na novela, trair e ser traído é o ato mais normal do mundo e ela pressupões que a sociedade adote o adultério como padrão regular de comportamento”. A única parte boa é que o índice de Ibope despencou – é tão exagerado (13 casos em pouco mais de 120 episódios!) que está afastando as pessoas… ou seja: pelo menos, nem todo mundo está se deixando alienar, pensando que liberdade = trair.
    Ainda assim, é preocupante.
    Quem dera os novelistas e o povo soubesse que liberdade não é libertinagem, se se inspirassem na mulher mais livres de todos os tempos, a nossa querida Mãe Maria, modelo de castidade…

  3. Queridos leitores li essa materia e nao pude deixar de comentar…
    E de espantar ver como a pessoa que o escreveu deixa se ifluenciar por tais assuntos, explico ele/ela esta sendo o primeiro atigindo por “invasao ao seu domicilio”, por falar de forma tao ismiucada dos tais efeitos que venha gerar na sociedade, ou talvez ele nao assista assiduamente os “programas globais” ela faca parte de suas edicoes trabalhando para probria Globo, enfim estamos cansados de saber de que homosexualismo e adulturio sempre se practicou talvez ate com mais forca em outros tempos e muitas sociedades…talvez o que esteja contecenco apenas hoje em dia e uma certa franquesa em mostrar ao publico os “atos imorais” que a propria sociedade condena mais que os cria e os aprecia porque e fruto de si propria. Demos um basta ao sensacionalismo e a hipocresia.

  4. Luis Fernando Verissimo escreveu sobre a ironia como um elemento da linguagem a ser usada com cuidado, pois seria um elemento que nem todos poderiam entender o real significado. Como ela é evidenciada em um texto?
    Como em muitas vezes a ironia é um elemento belo, mas que pode causar desconforto para quem não entende no amago. Chico Buarque sofreu esta situação quando foi tocado a musica “Mulheres de Atenas” em que foi feito uma passeata contra o “machismo” do cantor, quando a ideia era inversa; utilizou de elemento igual em “Fado Tropical” para agredir o regime vigente.
    Aos Titãs é preciso entender um pouco sua importancia deles e de outras bandas de rock na formação da cultural do Brasil. A Legião Urbana tem certa musica que diz “vamos celebrar a estupidez humana, a estupidez de todas as nações, vamos celebrar o odio e a discordia…” e finaliza “vamos celebrar a estupidez de quem cantou esta canção”. De igual forma fez o Fantastico quando mostrou o projeto de construção mobiliaria em locais de preservação, e que queria ver o grau de aceitação e justamente a indignação diante daquilo. Os Titãs cantaram “Homem Primata” falando da realidade dura e dificuldades, cantaram contra o excesso da policia, que as pessoas precisam mais do que comida “agente quer comida, diversão e arte” e diversos outros protestos. A musica cabe perfeitamente ao roteiro da trama, e se causou toda esta indignação, talvez a musica tenha atingido sua intenção, como a do protagonista diante do que lhe aconteceu.
    Quanto as outras coisas ligadas a Globo concordo plenamente com esta industria cultural disforme imposta, mas quanto a musica dos Titãs, não passa de uma ironia.

  5. com relaçao ao beijos gays, o tema de traiçao eu concordo. mas a letra da musica das 18h é só uma questão de interpretação. Não está dizendo que você quer que tudo isso ocorra na sua vida. Até porque a banda não prega essas coisas. A musica diz bem do comodismo de cada um, que deixa tudo acontecer diante de si. Que nao toma uma atitude. Que se deixa ser humilhado, mal tratado, como se não fosse consigo. Tipo ironizando o dia a dia, onde as pessoas perderam a noçao. é vc nao ter segurança, saude, respeito, moral, e achar que tudo isso eh normal. aceitar isso na sua vida, ‘vamos deixar’. E é bem o que ocorre na vida todo dia. Alguem assalta e nao é punido. Politico nao é punido. A pessoa chega morrendo no hospital e nao tem socorro. ‘vamos deixar’. A musica é um alerta do nosso comodismo e nao uma evocaçao de coisas ruins. pense nisso

  6. Impressionante, agora eu digo.

    eu tenho 16 anos e lí tudo porque axei interessante. mais dai vem a pergunta:
    quem da minha idade liga pra isso?
    adulterio? nosso Pai ensina agente a fazer isso.
    – Filho, não seja tonto de sofrer por mulher.
    se ficar alisando muito vai acabar tomando chifre.

    kk é o dia de hoje.

  7. Oi Pe. Leo! Parece que tem uma turma bem antenada e esperta para ampliar nosso horizonte de compreensão. Em todo caso, um bom senso crítico exige de nós uma forte capacidade de garimpar as coisas, as tantas coisas que chegam de tantos modos e com intensidades tão diferentes, com roupagens as mais diversas. O lixo, o mau gosto precisam ser atentamente filtrados. Não por puritanismo ou por rejeição gratuita e precipitada das “zilhões” de propostas que nos são feitas. Mas, a beleza, a verdade e tudo o que é bom, sempre exigem uma defesa corajosa, dedicada e persistente. Claro, com respeito às diferenças, mas com grande apego ao que de verdade humaniza, realiza, em suma, ajuda a gente a ser feliz, em profundidade e por toda a eternidade. Coisas de louco? Utopias vazias? Loucuras da cruz que os loucos varridos e realizados vivem na mais inimaginável piração eternizante da ressurreição daquele que passou pela cruz. Aquilo que a gente pode dizer que é só o tchekslovekibite e o tchurinaites juntos! rsrsrs.
    PS: Ah, parabéns pela sua nomeação de pároco do Eusébio: “Muita luz para guiar o seu rebanho”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s