Nação Cristã

“Feliz o povo cujo Deus é o Senhor e a nação que ele escolheu por sua herança” (Sl 32,12)

Há muito tempo que fico cada vez mais estarrecido com a situação do mundo. O crescimento e a difusão da iniqüidade, do pecado institucionalizado, enraizado em nossa cultura, nossa mentalidade, nosso modo de pensar e de agir. Tudo isso tem raízes profundas e complexas. O que não se admite mais é ignorar o fato, “tapar o sol com a peneira” e fazer de conta que somos ainda uma grande nação Católica (ou, pelo menos, cristã).

Sim, é verdade que ainda somos a maioria nos dados do IBGE, que ainda temos alguma força, influência e respeito na sociedade. Mas não podemos nos iludir, nos acomodarmos e acharmos que estamos bem, que não existem graves problemas de fé e que isso não é razão de inquietação. Não estamos bem, infelizmente. Todos os dias na mídia pipocam notícias, sejam de ataques frontais à Igreja, sejam de promoção de valores não-cristãos. Gostaria de comentar somente um que surgiu recentemente, no oceano de contra-cultura cristã: o filme “Nosso Lar”. Em uma reportagem da Revista Veja do início desse mês de setembro, de cinco páginas, fala-se do filme como um “fenômeno do triunfo da cultura transcendental”. Com o título de “A nação dos espíritos” a Veja comenta coisas aberrantes:

O custo do filme foi de 20 milhões de reais! A produção mais cara do cinema nacional. E ainda acrescenta: “Tal investimento atesta o triunfo do espiritismo como referencia cultural brasileira”. Meus Deus! Vocês têm noção do que significa isso? Têm noção da seriedade dessa frase? Acha um exagero? O que a Rede Globo de televisão tem feito há anos e anos senão doutrinar e propagar através de novelas, filmes e seriados a doutrina espírita? Quantos “católicos” de missa dominical acreditam em reencarnação? Será que teríamos coragem de fazer essa pesquisa?

A Revista Veja ainda aponta o Brasil como “o país que mais entusiasticamente acolheu no mundo um fenômeno que os estudiosos chamam de ‘a nebulosa místico-esotérica’… um movimento impalpável que abarca do kardecismo às manifestações na linha da Nova Era”.

Meu Deus! A coisa é escandalosa demais para ficarmos calados! Quantas pessoas no Brasil vão sair das salas de cinemas aderindo mais ainda ao espiritismo? O que a Wicca tem crescido nos últimos anos arregimentando crianças e jovens! Wicca, para quem não sabe, é o neo-paganismo, a bruxaria, deixo aqui o link para vocês saberem melhor http://pt.wikipedia.org/wiki/Wicca. E a lista poderia continuar indefinidamente, falando sobre a balada M.I.S.S.A. e tantas outras coisas mais…

Só para aproveitar o embalo, na lista dos Best-sellers do Brasil, está um livro (dentre tantos outros anti-cristãos) que me chamou bastante atenção por dois motivos. Primeiro porque é um livro para jovens, um livro de fantasia, daqueles que os jovens (e eu) adoram ler. Segundo, o que é melhor ainda, é um livro escrito por um brasileiro, ambientado no Brasil, no Rio de Janeiro. Muito massa né? Pois é… terrivelmente bom. O livro chama-se “A batalha do Apocalipse”. Para não dizer que estou falando do que não tenho conhecimento, eu li dois capítulos desse livro. Todo “baseado” na Bíblia ele dá uma imagem totalmente distorcida, herética e blasfêmica de Deus e dos Anjos. Usa textualmente o sagrado nome de Deus, Iaweh, e dos arcanjos Miguel, Rafael, Gabriel. No livro, Deus está dormindo desde a criação quando “descansou no sétimo dia” e deixou o mundo à mercê dos anjos que fazem a farra por aqui. Os anjos se matam (como se fossem mortais), tentam destruir a humanidade, fazem guerra entre si e maluquices mil enquanto Deus (Iaweh) está dormindo ignorando tudo desde a criação até hoje. Tudo seria muito legal, muito bem bolado se não fosse uma blasfêmia. Vê-se que o autor estudou e escreveu de forma realmente profissional. Um livro brasileiro na lista dos mais vendidos nesse gênero é realmente uma boa notícia. Mas tinha que ser assim? Tinha que falar dos anjos e de Deus dessa forma?

Acorda Brasil, nação Católica! Façamos uma campanha nacional talvez intitulada: “Volta pra casa!” conclamando os cristãos a assumirem sua fé. Um Halleluya aqui no Ceará é pouco, estádios de futebol lotados em celebrações é muito pouco. Acampamentos com centenas de jovens para evangelizar é pouquíssimo! Temos que invadir a mídia, retomar o que é nosso: a cultura cristã! Temos que escrever romances Best-sellers cristãos, temos que fazer novelas campeãs de audiência com valores cristãos, que defendam a vida, o amor, a ética, o casamento, a família. Temos que respeitar e fazer respeitar nossos pastores católicos, sim, os verdadeiros Bispos e Pastores cristãos são os católicos! Acorda Brasil!  Vamos para as ruas fazer mega caminhadas em favor da vida e da família, em antítese às “paradas gays”. Vamos salvar nossos queridos jovens das drogas e da indústria do sexo que está destruindo o amor e o futuro, a esperança… Com o terço na mão, vamos nos unir a Maria Santíssima para reconquistar o Brasil para Nosso Senhor Jesus Cristo. Antes que seja tarde…

3 pensamentos sobre “Nação Cristã

  1. Well done brother! Dio ti benedica! Comecei a escrever em ingles e portugues no blog para alcancar mais pessoas! E preciso dar tudo e fazer multiplicar os talentos! Shalom! Tua sorella da lontano, Elena

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s